Jorge Lorenzo confirmado na Ducati

E o que era esperado aconteceu! Jorge Lorenzo foi contratado pela Ducati para correr as temporadas de 2017 e 2018, abrindo caminho para Valentino Rossi que já estava sem espaço na Yamaha.

Jorge Lorenzo
Jorge Lorenzo

Sem traumas (aparentes), Lorenzo encerra sua trajetória de vitórias na Yamaha, que fez questão de mostrar que está extremamente feliz com sua história na equipe. Desde 2008, ano que assinou com a Yamaha, Lorenzo conquistou três Campeonatos mundiais (anos de 2010, 2012 e 2015), conquistando 41 vitórias e estando no pódio 99 vezes em 141 corridas disputadas.

Algumas dúvidas

A saída de Lorenzo está certa, mas quem sairá da Ducati e quem entrará na Yamaha ainda não está nada certo. Nosso chute é que Andrea Ianonne deixe a Ducati e os cotados para Yamaha sãoMaverick Viñales (Suzuki) ou Dani Petrosa (Honda), que aparentemente está de saída da equipe. Já a imprensa fala em nomes como Maverick Viñales (Suzuki) e Pol Espargaró (Tech 3).

A única coisa que temos certeza no momento é da saída de Lorenzo mas, acreditamos que em no máximo uma semana, a Yamaha e Ducati disparem as novidades.

Comunicados oficiais:

Comunicado oficial

Comunicado oficial

Sobre Jorge Lorenzo:

Jorge Lorenzo mostrou seu talento no motociclismo em uma idade precoce. Apoiado por seu pai, ele fez sua estréia na competição oficial aos seis anos, e ganhou o campeonato das Ilhas Baleares. Em 1998, ele ganhou a Copa Aprilia na categoria de 50 DC No ano seguinte, seria proclamado campeão da 125 DC Ele fez sua estréia no Campeonato de Espanha na mesma categoria em treze, e em sua segunda temporada e alcançou a quarta posição na classificação geral. Naquele mesmo ano ele foi o sexto no Campeonato Europeu do mesmo deslocamento.

Em 2002, ele se aproximou do Campeonato Mundial da mão equipa Derbi e se tornou o piloto mais jovem da história a jogar um campeonato mundial. Ele logo se estabeleceu como um dos pilotos mais talentosos. Em 2003 ele obteve sua primeira vitória no Brasil e terceiro na Malásia e terminou décimo segundo na classificação geral. Sua progressão continuada em 2004, atingindo a quarta posição na classificação geral do Mundial naquela temporada.

Em 2005 ele se mudou para a classe de 250cc com a Team Fortuna Honda e conseguiu pódio em várias corridas, o que resultou em um quinto lugar na classificação final. No ano seguinte, com a equipa Aprilia e com Fortuna novamente como um patrocinador, veio para encadear até oito pódios consecutivos e, finalmente, ganhou o título de Campeão do Mundo de 2006, em Valencia. Em 2007, ele também ganhou o título mundial em 250 DC, desta vez em Sepang, na Malásia, onde estava a rivalizar com o italiano Andrea Dovizioso. Após esta vitória, ele anunciou seu caminho para a categoria rainha do MotoGP, que na temporada de 2008 e alcançou um honroso quarto lugar geral.

Fontes: Mundo Moto e Biografias y Vidas

Veja também:

Conheça a nova KTM 1290 Super Duke GT

Pegando a estrada. RJ – SP

Higienização de capacete

2 Comments